Trecos e truques na caixa de Pandora











A obra de Antoine de Sainte-Exupery é, sem dúvida, uma referência da literatura universal.

O prazer de ler O pequeno príncipe na infância perdura ao longo de toda a vida e faz das releituras da obra um encontro com um imaginário carregado de afeto e doçura. Amizade, o cuidado para com o outro, a amizade, e a simplicidade  são as tônicas que revestem o imaginário do leitor de um mundo de sensibilidade.

Quando eu era criança, lembro de ter assistido desenhos animados do Pequeno Príncipe. Fiquei super feliz quando vi que eles estão à venda. Lembro ainda vagamente da sensação de vazio e tristeza quando vi o último episódio do desenho. Agora os comprei, pois quero que minhas sobrinhas também tenham a infância marcada por uma história tão doce, sincera e afetuosa lembrando que nós seres humanos estamos aqui de passagem, seja porque pegamos carona no rabo de um foguete, seja porque amanhã é virtual e, portanto, o hoje é o que realmente temos e que nos escapa da mão.

Uma dica: visitem a exposição de O Pequeno Príncipe na OCA do Ibirapuera ( http://www.opequenoprincipe.com ). Está MAGNÍFICA tanto do ponto de vista lúdico quanto literário e histórico. Para adultos e crianças que têm o coração povoado pelo príncipe mais sensível que a literatura já produziu essa exposição faz uma viagem dentro de nós mesmos.

Le petit prince



et cetera